Síndico Profissional

Comunicação

– Informativos periódicos

– Interface entre condôminos e administradora

– Diálogo com os moradores através de diversos meios de comunicação

Conduta

– Medidas socioeducativas que facilitem o convívio social

– Aplicação imparcial do Código Civil, da Convenção do Condomínio, do Regulamento Interno e das decisões tomadas em Assembleias.

Gestão Administrativa

– Liderança objetiva, transparente e compartilhada

– Negociação de contratos e serviços junto aos colaboradores

– Reuniões periódicas junto ao Conselho administrativo e fiscal

– Aplicação de conhecimentos técnicos, contábeis, fiscais e trabalhistas. Planejamento Financeiro mediante: auditoria das pastas de despesas, controle do fluxo de caixa, controle da inadimplência, apresentação de previsão orçamentária anual, prestação de contas em assembleia e a busca pela redução de custos operacionais.

Jurídica

– Dar conhecimento em assembleia sobre a existência de processos

– Representar ativa e passivamente o condomínio, defendendo os interesses dos condôminos

Manutenção

– Inspeções e avaliações prediais periódicas

– Controle das manutenções preventivas obrigatórias

– Ações emergenciais de forma a manter o bom funcionamento e a segurança

Operacional

– Contratação e demissão da mão de obra

– Treinamento dos funcionários para o desempenho de suas funções com eficiência

– Visitas frequentes conforme necessidade estipulada em contrato e atendimento emergencial 24h

Segurança

– Segurança patrimonial

– Prevenção contra incêndios

– Seguro de responsabilidade civil

– Revisão contínua do sistema de segurança orientando colaboradores, funcionários e moradores

Implantação de novos condomínio

– Prestamos todos os serviços descritos em Sindicatura Profissional de forma total ou parcial de acordo com a sua necessidade.

Mediação, Conciliação de conflitos e Arbitragem

O Grupo Alto Padrão trabalha na intermediação de comunicação para conflitos, auxiliando para que as partes cheguem em acordo amigável ou quando não é mais possível a mediação, usar a arbitragem para levar à solução, seguindo as normas e apontando o que deve ser feito entre as partes envolvidas.

Não é possível realizar a mediação, conciliação ou arbitragem em caso de divórcio/ separação com filhos menores de idade.

Tudo isso de maneira moderna, harmoniosa, imparcial, sigilosa, menos onerosa aos envolvidos e como alternativa de resolução de conflitos, sendo registrado em minuta e assinado pelas partes, tendo valor jurídico e resultado satisfatório.

Vamos Conversar!